fbpx

A importância da Amazônia para a saúde do planeta 

amazônia-1024x576

A floresta preservada pode abrigar a cura de diversas doenças graves 

A Floresta Amazônica é um refúgio ecológico não só para os povos que a habitam, mas também para o resto do mundo. As recentes queimadas e o desmatamento constante ameaçam os frágeis processos ecológicos que levaram anos para serem estabelecidos e aperfeiçoados. 
Confira abaixo alguns fatos que comprovam a importância da preservação da Floresta Amazônica para todos nós: 

A floresta reduz a poluição mundial 

As árvores da Floresta Amazônica são essenciais para a filtragem de poluentes, como o gás carbônico (CO2). As emissões deste gás podem ser naturais, mas a maior parte provém da queima de combustíveis fósseis pela atividade humana, como carvão, petróleo e gás natural. 
As plantas recolhem o CO2 da atmosfera para fazer a fotossíntese, processo que fornece energia para o vegetal. Desta forma, elas armazenam o carbono para seu crescimento e, posteriormente, em um processo conhecido como fotólise, liberam o oxigênio no ar.  
Em resumo, as plantas ajudam a limpar o ar, retirando CO2 da atmosfera e devolvendo oxigênio limpo. Essa filtragem contribui para a diminuição do efeito estufa, que é causado pelo excesso de CO2 na atmosfera. 

Por que as queimadas são tão prejudiciais? 

Já existe CO2 em excesso em nossa atmosfera e as queimadas florestais só aumentam esse número. Quando pega fogo, a Floresta Amazônica libera ainda mais gás carbônico no ar, gerando mais poluição.  
A situação é ainda pior quando a mata nativa é queimada para a criação de gado: nesses casos, depois da devastação pelo fogo, a floresta dá lugar a um pasto que abriga animais que também contribuem para a emissão de CO2, graças às suas atividades metabólicas. 

O fogo pode apagar muitas curas 

Durante muito tempo, os seres humanos têm buscado sustento e cura para diversos males dentro da floresta amazônica. Estes conhecimentos, geralmente passados de geração a geração pelos povos indígenas, estão cada vez mais ameaçados. O rápido desaparecimento das florestas através de queimadas e desmatamentos coloca em risco todo esse conhecimento milenar e impossibilita a descoberta de novas curas. 
Cientistas acreditam que menos de 0,5% das espécies vegetais foram estudadas quanto ao seu potencial medicinal. Com a constante diminuição do bioma amazônico, a riqueza silvestre da floresta se reduz drasticamente, assim como possíveis curas para inúmeras doenças. 
 
Agora que você sabe um pouco mais sobre os benefícios que a Floresta Amazônica ainda nos oferece, que tal ajudar na sua defesa? Acesse o site do ILOG e conheça mais maneiras de contribuir com a saúde do nosso planeta

Assine nossa newsletter e receba novidades da ILOG

Solicite um Orçamento

Obrigado por assinar nossa newsletter!