fbpx

Descubra como funcionam as embalagens biodegradáveis

words biodegradable and recyclable written on a brown recycled paper with copyspace

Elas vêm ganhando muita notoriedade nos últimos tempos devido à conscientização da necessidade de preservar o meio ambiente
Por que as embalagens biodegradáveis estão sendo tão valorizadas nos últimos anos? A resposta é simples, visto que esse tipo de produto tornou-se um alívio na consciência de quem se preocupa com o meio ambiente, ao menos em um primeiro momento.
Essas embalagens são imprescindíveis para a manutenção da biosfera em perfeito funcionamento, ou seja, auxiliam que a vida da forma que conhecemos hoje permaneça existindo.

Mas afinal, o que é um material biodegradável?

 
A Analista Ambiental, Daiane Oliveira, do ILOG, explica que um material biodegradável é todo material capaz de se decompor em um curto espaço de tempo, podendo se transformar em micropartículas ou em húmus.
Contudo, a analista faz uma ressalva importante: “É aí que entra a diferença entre materiais biodegradáveis e compostáveis. Todo material compostável é biodegradável, mas nem todo material biodegradável é compostável.”
 

Como os produtos biodegradáveis são classificados?

 
São inúmeros os tipos de produtos biodegradáveis existentes. Eles podem ser classificados de variadas formas: quanto à origem, tempo de duração, finalidade e itens mais específicos relacionados à composição. Alguns dos mais famosos são: plástico, detergente, tecido e desengraxante.
 

Qual é a composição e como esses materiais são produzidos para que sua decomposição aconteça naturalmente?

 
Os plásticos biodegradáveis, por exemplo, se transformam em micropartículas, mas não deixam de ser plásticos. Porém, só irão se transformar caso sejam submetidos a condições especiais de compostagem, e não às condições a quais estão expostos em aterros ou lixões.
A Analista Ambiental, Daiane Oliveira complementa:  “A composição dos plásticos biodegradáveis é exatamente a mesma dos plásticos comuns, porém, durante sua vida útil, eles possuem menor resistência mecânica e baixa resistência a altas temperaturas.”
Entretanto, é preciso destacar que, embora o plástico seja biodegradável, caso ele não seja corretamente destino, pode gerar impactos no meio ambiente e, inclusive, pode estar presente nas águas que consumimos diariamente.
Além disso, a analista explica que a composição dos materiais compostáveis, aqueles que efetivamente produzem húmus e podem ser transformados em adubo, variam e podem ser originados do bagaço dos mais variados resíduos vegetais, como bagaço de cana-de-açúcar, mandioca,, batata, entre outros.
Agora que você sabe como funcionam as embalagens biodegradáveis, é a hora de prestar atenção nos produtos que está consumindo, assim como a forma como eles são descartados. Esse tipo de cuidado é essencial para que o meio ambiente seja protegido da melhor forma possível.

Assine nossa newsletter e receba novidades da ILOG

Solicite um Orçamento

Obrigado por assinar nossa newsletter!