fbpx

O que são agrotóxicos?

tea-plantation-PWPK7N9-e1556108969482-1024x683

Brasil é campeão mundial em consumo de agrotóxicos. Vamos entender os riscos dessa utilização em excesso, tanto para o meio ambiente quanto para nossa saúde?

 
Os agrotóxicos são produtos altamente químicos que alteram a composição da flora e da fauna da natureza. Seu propósito é evitar que doenças, insetos ou plantas daninhas atrapalhem e prejudiquem o sucesso das plantações. Também recebe o nome de defensivos agrícolas ou agroquímicos, sem alterar seu significado.
Aparentemente é uma boa solução, não? Algo que evita a disseminação de pragas e doenças a fim de uma melhor colheita. Porém, nem tudo são flores. O agrotóxico causa grandes problemas decorrentes da sua utilização, como doenças, agravações em nossa saúde e contaminação do meio ambiente. Confira:
 

Quais são os riscos do agrotóxico para nossa saúde?

 
Ao longo do percurso, o agrotóxico acaba sofrendo processos químicos, biológicos e físicos, podendo alterar seu comportamento e desenvolver consequências e riscos desconhecidos devido a este novo subproduto.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças mais recorrentes relacionadas à intoxicação destes produtos são: arritmias cardíacas, lesões renais, alergias respiratórias, doença de Parkinson, fibrose pulmonar e câncer. Os danos afetam de forma mais recorrente os trabalhadores que utilizam agrotóxicos em suas plantações, devido ao contato direto com o químico.
As proporções também são grandes em quem se alimenta diariamente com produtos contaminados, sendo mais comum encontrarmos os agrotóxicos em alfaces, cenouras, pepinos e pimentão. Embora sejam constantemente vistos em alimentos de origem vegetal, os produtos também estão presentes em alimentos vindo dos animais, como leite, ovos e carnes.
No Brasil, possuímos, em média, 504 tipos de agrotóxicos permitidos, dividindo-se em herbicidas, inseticidas, fungicidas e bactericidas. Desse total, 30% já foram proibidos na Europa após a comprovação científica dos seus riscos à saúde.
 
Leia mais:
Quais materiais levam mais tempo para se decompor?
Como funciona a reciclagem de lâmpadas fluorescentes?
5 duvidas essenciais sobre sustentabilidade
 

Quais são os riscos do agrotóxico para o meio ambiente?

 
Os solos ficam frequentemente expostos aos químicos em regiões onde se pratica alguma colheita e plantação. A superfície é capaz de reter grande quantidade de contaminantes e, com o tempo, o agrotóxico começa a fragilizar e reduzir sua fertilidade. Além disso, o uso do produto diminui a biodiversidade do solo e o torna mais ácido.
O ar também fica exposto aos agrotóxicos quando estes ficam em suspensão. Esse fato pode desencadear a intoxicação das pessoas e organismos vivos por respirarem um ar contaminado.
Além de tudo, as águas também sofrem com a utilização dos químicos. A contaminação dos rios é extremamente elevada, perdendo apenas para a contaminação dos esgotos, segundo o IBGE. O produto chega até rios e lagos, os quais entram em contato com o produto mediante um lançamento intencional do agrotóxico ou por escoamento superficial a partir de locais em que foram utilizados.
A Anvisa recomenda que, a fim de evitar possíveis ingestões de alimentos com resíduos químicos, o consumidor opte por alimentos orgânicos, sem nenhum uso de materiais sintéticos e artificiais.
 

Assine nossa newsletter e receba novidades da ILOG

Solicite um Orçamento

Obrigado por assinar nossa newsletter!